Como Acumular Milhas Aéreas

Se todo mundo soubesse o que dá pra fazer com milhas aéreas, não deixaria a inscrição em programas de fidelidade para depois. Não é só passagem de avião que as milhas proporcionam, não: tem como voar em primeira classe, não enfrentar filas, ficar em salas vip de aeroportos, economizar na acomodação, troca suas milhas por dinheiro com a venda de milhas.

Para quem não está familiarizado com o termo, as milhas são descontos acumulativos que você ganha ao comprar produtos ou serviços de terminadas empresas que participam de uma rede de ofertas. Quanto mais você gasta com essas empresas, mais milhas ganha – e pode acumulá-las para trocar pelas passagens da sua próxima viagem. O objetivo é tornar o cliente fiel a determinadas marcas. Afinal, se você vai precisar comprar determinado produto ou serviço de qualquer jeito, porque não te dar um atrativo a mais, desde que você compre de determinada marca ou empresa? Assim, todos ficam satisfeitos.

Caso você ainda não esteja em programas de milhagem, faça já sua inscrição e corra atrás dos benefícios, utilizando os serviços e produtos da rede do programa escolhido. (veja nosso post sobre como acumular milhas)

Caso você esteja, aprenda como acumular milhas aéreas para que sua próxima viagem seja nada menos do que a viagem dos sonhos – a começar pela gratuidade da passagem e o conforto de voar em classes mais especiais do que a já conhecida classe econômica.

A primeira dica é estar sempre com seu cartão de crédito acumulador de milhas em mãos – e, para isso, você vai ter que verificar se realmente seu cartão está acumulando os pontos. Mas essa etapa é a mais fácil: basta verificar no banco ou bandeira de cartão como ativar seu programa de milhagens e continuar fazendo compras normalmente. O cartão de crédito é um ótimo amigo de quem curte juntar milhas, principalmente se o dono dele for uma pessoa que tem parcimônia ao usá-lo.

Quem gasta muito no cartão precisa tomar cuidado de gastar apenas nele, e não comprometer o dinheiro em conta com outros débitos. Senão, na hora de pagar, não vai ter dinheiro – e os juros do cartão são extremamente altos. Vale lembrar que cartões de crédito inadimplentes não podem recolher milhas.

Com crédito ou débito dá pra acumular milhas, também, em programas de fidelidade das próprias empresas – principalmente em companhias aéreas. TAM e Gol, as maiores do Brasil, tem seus programas de fidelidade, e colocam muitos pontos nas mãos daqueles que escolhem seus serviços. A fidelidade é recompensada com sistemas precisos de acúmulo de milhas que podem garantir tanto a passagem aérea quanto o pacote completo de turismo para a próxima viagem. Além disso, os cartões fidelidade têm níveis de pontuação: quanto mais o cliente ganha pontos, mais ele sobe de nível. E, como todos sabem, níveis altos significam muitas regalias.

E, por fim, se você estiver disposto realmente a acumular milhas, dê chance às conexões nos aeroportos. Voos com conexão acumulam mais pontos em cartões de crédito ou fidelidade do que voos diretos, o que pode representar um plus a mais na chatice de descer em aeroportos intermediários. Agora se preferir pode trocar suas milhas aéreas por dinheiro fazendo a venda de suas milhas.